logo Estação Terra.png

MUNDO MAIS BONITO 

PROPOSTA DE SABERES
PROPOSTA DE SABERES

press to zoom
AÇÕES
AÇÕES

press to zoom
PADRINHOS E MADRINHAS
PADRINHOS E MADRINHAS

press to zoom
PROPOSTA DE SABERES
PROPOSTA DE SABERES

press to zoom
1/11

Sobre os recursos materiais

Os recursos financeiros são extremamente importantes para viabilizar a concretização de muitos dos ideais inseridos em cada projeto que deve ser materializado no Estúdio ou onde ele irradiar ideias que concretizam um mundo melhor, seja para os recursos humanos como os subsídios necessários. No entanto, é importante enfatizar que esse fator deve respeitar os princípios colocados neste documento, entendendo o processo individual de aprendizagem. E aqueles que escolhem este caminho devem ter consciência do que o Sincronário da Paz nos traz:

 

"Oferecer-me para um serviço é um ato simples, mas altamente espiritual, pois coloco-me à disposição para qualquer necessidade e colaboro com os acontecimentos ao redor. O maior ato ao realizar o serviço é reconhecer que aqueles que ajudo não são diferentes de mim – que de alguma forma sou meramente um semblante da criação ajudando outro semblante da criação."

https://www.pan-portugal.com/blogs/kindo-dia/kin-198-espelho-electrico-branco/

 

É importante sempre reforçar que cada detalhe traça uma rede que materializa uma educação inclusiva, democrática e voltada à construção de um mundo bom de se viver. Sem isso não há sentido de existir o Estúdio Mandala. Para quem escolheu viver essa construção deve entender o trecho acima mencionado pelo Sincronário da Paz, relacionando-o a uma economia solidária, a qual entendo da seguinte maneira, com ênfase na importância de que cada ser humano está num processo de aprendizagem e que devemos respeitar sem julgamentos (outro exercício constante).

 

O espaço físico do Estúdio Mandala tem um custo fixo e diferentes gastos para a sua manutenção e conservação. Para que possa existir é necessário que ele crie sua independência financeira.

Neste caminho, devemos ter o olhar voltado para uma economia onde todos são responsáveis pela existência do espaço, considerando a importância de um lugar físico que pode agregar as pessoas para um exercício de cuidar de si, do outro e do meio ambiente.

Nesta perspectiva, cada um contribui da melhor maneira conforme suas possibilidades, sabendo que cada pequena ação tem sua imensa importância. Assim, cada real é transformado numa nova moeda, Harmonia, inspirada numa outra instituição que acredita neste movimento colaborativo, a Casa de Arte e Cultura de São Caetano do Sul.

Desse modo, uma moeda interna (pelo menos por enquanto) que é materializada pelo próprio real ou pelas ações que cada um pode contribuir. Cada hora de trabalho, seja fazendo uma propaganda dos eventos, varrer as folhas do quintal, contratar alguém para isso, enfeitar um espaço, doar um atendimento ou organizar a parte burocrática têm um peso importante no processo de construção de um mundo melhor materializado de verdade.

 

Assim como uma confraternização feita entre amigos e família, onde cada um leva o que pode e todos se deliciam, sem ficar pesado para ninguém, vamos fazer desse cantinho em Araçatuba um exemplo que pode ser seguido em outros lugares, sempre tendo em vista “O mundo mais bonito que os nossos corações sabem ser possível”, expressão título do livro de Charles Eseinstein.

As parcerias são as células que pulsam e dão vida aos projetos pensando em aprendizagem solidária. Assim, vamos ouvindo, avaliando, construindo e reconstruindo para chegar à harmonia tão sonhada.

Espero ver o leitor deste texto como um parceiro que pensa num mundo melhor e escolha fazer parte desta história.

 

 

Com imenso Carinho e Amor,

Solange das Graças Seno