Estúdio Mandala em Ação

Projeto Estação Terra

 

 

 

 

 

 

 

Um movimento colaborativo

 

Projeto Estação Terra  

 

Conscientes de que o nosso Planeta está passando por um processo de transformação, precisamos buscar nossas potencialidades, das pessoas que interagem com a gente e do meio em que vivemos. A partir disso, vem o questionamento: como ajudarmos uns aos outros, de modo que as pessoas tenham oportunidade para oferecer aquilo que têm de bom, seja uma experiência de aprendizagem, experiências de superação, um novo negócio  e diferentes serviços para que a economia possa circular de maneira justa, segura e sustentável?

Assim, o Projeto Estação Terra, ligado ao Estúdio Mandala, localizado na Rua Luiz Nogueira Martins nº 454, no bairro de São João, cidade de Araçatuba, São Paulo, Brasil, visa buscar “O mundo mais bonito que os nossos corações sabem ser possível”, como Charles Eseinstein nos provocou a pensar.

 

Desse modo, utilizaremos o espaço físico e virtual para conectar as pessoas, lugares que seguem a trilha de um mundo melhor e pensar em vários setores da nossa vida, evidenciando a importância de uma Educação Integral e construindo a possibilidade de o Estúdio Mandala ser apenas um pontinho entre tantos outros que compartilham de valores humanos imprescindíveis para a vida do nosso Planeta.

1º Qual a nossa visão construída para o Estúdio Mandala?

Cada pequena escolha que fazemos pode influenciar várias pessoas e muitas vezes não percebemos a dimensão que elas podem tomar. Ao pensar no Estúdio Mandala, a escolha repleta de intenções começa pelo próprio desenho que surgiu para ser o logo. Um casal, Danilo Yamamoto e Michelle Sartori Ponse foram os artistas que fizeram juntos. No processo de construção eles contam sobre como tiveram que fazer escolhas para tirar os excessos e conservar o propósito principal. Assim, o casal decide o que é importante permanecer para dar vida à sua criação, a qual é o início do movimento, parafraseando Caetano Veloso: “Deixa eu ‘desenhar’ que é pro mundo ficar Odara.”

Depois vem o nome Estúdio Mandala que surge a partir da ideia de uma jovem, Bianca Pazian, que apela para a pesquisa e a importância de valores humanos, evidenciando o movimento que nos liberta e nos conecta, com base no Amor Universal.

Amor este que se evidencia em diferentes movimentos colaborativos que utilizam a Arte como inspiração para aprender, conviver e viver melhor.

 

2º Quem somos nós?

  1. Idealizadora: Solange das Graças Seno, nascida em 29 de abril de 1966, casada, mãe de 3 filhas e avó de duas crianças, na área da Educação Pública desde 22 de abril de 1988, professora alfabetizadora e de Língua Portuguesa para o Ensino Fundamental e Médio, Coordenadora Pedagógica em escola da Secretaria de Educação da cidade de São Paulo desde agosto de 2009, tendo a aposentadoria publicada no dia 22 de abril de 2020. Entre vários cursos efetuados durante a vida acadêmica destacam-se Pedagogia (UnG), Letras (UNICSUL), Psicopedagogia e Arteterapia (FPA), Mediação de Conflitos e Carta da Terra (UMAPAZ), Alfabetização e letramento (USP), Práticas de Leitura e Escrita na contemporaneidade (PUC/CENP) e Reiki Master (Humaniversidade). 

    1. Apresentação de Trabalho na USP - Jogos e outras estratégias para trabalhar a escrita. 2004;

    2. co-autora do livro Coordenador Pedagógico: subsídios para atuação na realidade escolar, 2ª edição – Edicon, São Paulo, 2018;

    3. co-autora do Currículo de Educação Infantil da cidade de São Paulo, Secretaria Municipal de Educação, 2018. Telefone para contato/whatsApp: (11) 98296-9925

 

Como posso contribuir? Ofereço meu Amor, minha Energia, os meus conhecimentos e a minha experiência ligada à Educação e um cantinho aconchegante para quem acredita num mundo melhor, para poder viajar com seus sonhos e transformá-los em realidade, seja no espaço virtual https://www.projetoestacaoterra.com/ ou no espaço físico do Estúdio Mandala. 

 

3º Qual a nossa missão? 

  1. Por em prática ações que estejam de encontro com um mundo sustentável construído com base na Cultura de Paz.

  2. Disseminar o conhecimento de forma colaborativa, sabendo que quando ele é construído com base nos valores humanos, em consonância com a ciência, livre de julgamentos preconceituosos e discriminatórios e preenchida de forma a pensar no ser humano com toda a sua inteireza, reconhecendo a Empatia e o Amor como valores fundamentais para servir de parâmetros na construção das ações.

4º Quais os valores que permeiam a construção das ações do Estúdio Mandala?

 

  1. Estúdio Mandala é um espaço plural, que busca conectar pessoas e ideias, compartilhando ambientes e interagindo com as diversidades culturais, facilitando processos educacionais, artísticos e emocionais. O Estúdio integra as áreas da Saúde, Educação e Arte, priorizando e impulsionando o desejo de aprender fazer, conhecer, ser e conviver, utilizando como essência a Carta da Terra.

 

A Carta da Terra é um documento que nos serve como parâmetro para as escolhas e foi adaptada para as nossas ações, onde nos coloca o seguinte:

1. Respeitar a Terra e a vida em toda a sua diversidade.

2. Cuidar da comunidade da vida com compreensão, compaixão e amor.

3. Criar situações que possam favorecer garantia das dádivas e da beleza da Terra para as atuais e as futuras gerações.

4. Criar projetos para contribuir na proteção e restauração à integridade dos sistemas ecológicos da Terra, com especial preocupação pela diversidade biológica e pelos processos naturais que sustentam a vida.

5. Prevenir o dano ao ambiente como o melhor método de proteção ambiental e, quando o conhecimento for limitado, assumir uma postura de precaução.

6. Priorizar parcerias que adotem padrões de produção, consumo e reprodução que protejam as capacidades regenerativas da Terra, os direitos humanos e o bem-estar comunitário.

7.  Elaborar ações que possam contribuir na erradicação da pobreza como um imperativo ético, social e ambiental.

8. Promover o desenvolvimento humano de forma equitativa e sustentável.

9. Criar momentos que envolvam a Arte para defender, sem discriminação, os direitos de todas as pessoas a viver em ambiente natural e social, capaz de assegurar a dignidade humana, a saúde corporal e o bem-estar espiritual.

10. Criar um movimento dentro do Estúdio Mandala para que se fortaleça enquanto instituição democrática, em todos os níveis, criando um processo de transparência e prestação de contas e participação inclusiva na tomada de decisões.

11.  Criar ações voltadas à Integração entre a educação formal e não formal enfatizando a importância da aprendizagem ao longo da vida, os conhecimentos, valores e habilidades necessárias para um modo de vida sustentável.

12. Tratar todos os seres vivos com respeito e consideração.

13. Promover uma cultura de tolerância, não-violência e paz.

Com base em tais princípios, espera-se as seguintes atitudes que devem fazer parte do desenvolvimento individual num processo de construção respeitoso e colaborativo:

1. Primazia do Amor e a Arte - a Primazia de amar vem com a arte que encanta, que faz os olhos brilharem, é o que nos faz Amar e ter o desejo de diferentes realizações com harmonia e beleza.

2. Valorização da vida - minimalismo: quando a vida é valorizada, priorizamos ser e estar e deixamos o ter de lado. Um fortalece o outro.

3. Espiritualidade - Liderança: a escolha de ser um líder de si e de um grupo perpassa pela capacidade de entender a minha espiritualidade que precisa estar em equilíbrio com a matéria. Assim, aprendo qual o serviço que tenho a cumprir e me abro para ser um líder servidor.

4. Autoconhecimento - economia solidária: ao saber quem eu sou e entender como sou influenciada e como posso influenciar, percebo o meu papel na sociedade e entendo a solidariedade como fator principal nas minhas escolhas como cidadã.

5. Viver com propósito - decisões e responsabilidades compartilhadas: quando o propósito está ligado ao Amor Universal, os interesses e responsabilidades são coletivos e tudo flui.

6. Trabalho - práticas colaborativas: trabalho efetuado com base na Primazia do Amor tem como fundamento a prática colaborativa.

7. Sustentabilidade - educação e conhecimento: ser sustentável perpassa pela maneira como sou educada e qual o conhecimento que me influencia a cuidar de mim, do outro e do meio ambiente. E esse movimento tem que ser divertido.

Sobre os recursos materiais

Os recursos financeiros são extremamente importantes para viabilizar a concretização de muitos dos ideais inseridos em cada projeto que deve ser materializado no Estúdio ou onde ele irradiar ideias que concretizam um mundo melhor, seja para os recursos humanos como os subsídios necessários. No entanto, é importante enfatizar que esse fator deve respeitar os princípios colocados neste documento, entendendo o processo individual de aprendizagem. E aqueles que escolhem este caminho devem ter consciência do que o Sincronário da Paz nos traz:

 

"Oferecer-me para um serviço é um ato simples, mas altamente espiritual, pois coloco-me à disposição para qualquer necessidade e colaboro com os acontecimentos ao redor. O maior ato ao realizar o serviço é reconhecer que aqueles que ajudo não são diferentes de mim – que de alguma forma sou meramente um semblante da criação ajudando outro semblante da criação."

https://www.pan-portugal.com/blogs/kindo-dia/kin-198-espelho-electrico-branco/

 

É importante sempre reforçar que cada detalhe traça uma rede que materializa uma educação inclusiva, democrática e voltada à construção de um mundo bom de se viver. Sem isso não há sentido de existir o Estúdio Mandala. Para quem escolheu viver essa construção deve entender o trecho acima mencionado pelo Sincronário da Paz, relacionando-o a uma economia solidária, a qual entendo da seguinte maneira, com ênfase na importância de que cada ser humano está num processo de aprendizagem e que devemos respeitar sem julgamentos (outro exercício constante).

 

O espaço físico do Estúdio Mandala tem um custo fixo e diferentes gastos para a sua manutenção e conservação. Para que ele possa existir é necessário que ele crie sua independência financeira.

Neste caminho, devemos ter o olhar voltado para uma economia onde todos são responsáveis pela existência do espaço, considerando a importância de um lugar físico que pode agregar as pessoas para um exercício de cuidar de si, do outro e do meio ambiente.

Nesta perpectiva, cada um constribui da melhor maneira conforme suas possibilidades, sabendo que cada pequena ação tem sua imensa importância. Assim, cada real é transformado numa nova moeda, Harmonia, inspirada numa outra instituição que acredita neste movimento colaborativo, a Casa de Arte e Cutlura de São Caetano do Sul.

Desse modo, uma moeda interna (pelo menos por enquanto) que é materializada pelo próprio real ou pelas ações que cada um pode contribuir. Cada hora de trabalho, seja fazendo uma propaganda dos eventos, varrer as folhas do quintal, contratar alguém para isso, enfeitar um espaço, doar um atendimento ou organizar a parte burocrática têm o mesmo peso.

 

Assim como uma confraternização feita entre amigos e família, onde cada um leva o que pode e todos se deliciam, sem ficar pesado para ninguém, vamos fazer desse cantinho em Araçatuba um exemplo que pode ser seguido em outros lugares, sempre tendo em vista “O mundo mais bonito que os nossos corações sabem ser possível”, dito por Charles Eseinstein.

Com imenso Carinho e Amor

Solange das Graças Seno

Entre em contato

© 2020 by Solange das Graças Seno with Wix.com